Blog

O que esperar do mercado imobiliário em 2019?

Investimento
O que esperar do mercado imobiliário em 2019?

2019 ainda está começando, mas as perspectivas para a economia brasileira este ano são para lá de otimistas. E no mercado imobiliário não é diferente.

Segundo especialistas, o preço do metro quadrado deve começar a subir e o setor a se recuperar ao longo dos próximos anos.  

Sabe o que isso quer dizer? Que este é um ano favorável para negociações imobiliárias e que essa é a última chance para comprar ou alugar imóvel com os melhores preços. Descubra, neste conteúdo, outras previsões para o mercado imobiliário em 2019. 

Um cenário favorável para o vendedor e o comprador

Com expectativas de juros menores, inflação sob controle e melhores condições ofertadas por financiamentos bancários, o cenário é favorável para todas as partes envolvidas.

A recuperação da economia no Brasil é um fator determinante para a concretização desse cenário. Isso porque o novo governo federal vem ressaltando que retomar o crescimento do país é uma de suas principais metas.

Um cenário positivo onde a taxa Selic continua em patamar baixo, assim como a taxa básica de juros. Duas condições que facilitam a oferta de crédito imobiliário e melhora de suas condições para os consumidores.

Como falamos recentemente aqui no blog, outra boa notícia para o mercado imobiliário é o aumento do valor do financiamento. A partir deste mês, o teto para imóveis enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) é de R$ 1,5 milhão. Uma medida que incentiva a compra de imóveis e também o uso de recursos do FGTS para esse fim.

Fique por dentro sobre o que muda no crédito imobiliário em 2019 neste post.

Aumento da demanda por imóveis

Uma tendência que deve ser mantida, especialmente, com os números de 2018, que mostraram que a melhora da economia fez a busca por imóveis subir.

Outro grande impulso é a ampliação do programa de habitação Minha Casa, Minha Vida. Lançado em 2009 pelo governo federal, a iniciativa se encontra em sua terceira fase e passou por várias mudanças de regras. Hoje, facilita a vida de famílias que recebem até R$ 9 mil de renda bruta, além de permitir o financiamento de imóveis usados.


Leia também: 

Casa própria ou aluguel? Descubra a melhor escolha

Investir em imóveis é um bom negócio?


Crescimento das vendas de imóveis residenciais 

A venda de imóveis residenciais aumentou cerca de 10%, depois de seis anos em queda.

Com uma maior diversidade nos grupos de consumidores, os grandes players do mercado imobiliário trataram de oferecer produtos diferentões. Destacamos a seguir alguns deles:

  • studios com até 14 m²;
  • coliving (apartamentos com quarto e banheiro, onde os moradores compartilham as áreas comuns do edíficio);
  • empreendimentos multifamily (que aluga todas as suas unidades para consumidores que não querem comprar um imóvel);
  • projetos residenciais multiuso (integram empreendimentos comerciais e residenciais no mesmo terreno);
  • residências que parecem hotel de luxo (com serviços parecidos, um produto comum no exterior e relativamente novo no Brasil). 

Maior segurança jurídica

Com a publicação da Lei 13.777/18 e Lei 13.786/18, cresce a segurança jurídica no mercado imobiliário. Enquanto a primeira regulamenta a multipropriedade, a segunda orienta o contrato por inadimplemento do adquirente de unidade imobiliária.

Mais oportunidades de negócios com o uso de plataformas digitais

Considerados um dos movimentos disruptivos mais interessantes do mercado, as plataformas imobiliárias oferecem uma experiência nova e completa ao consumidor. Um impulso para que as imobiliárias comecem a se reinventar e a alcançar seu público-alvo de forma diferenciada.

Alguns exemplos de inovações no mercado imobiliário? Marketplaces de imóveis, tecnologias de realidade virtual que oferecem tour 360º dentro da propriedade e até mesmo drones.

Valorização dos Fundos de Investimento Imobiliário

Investir em Fundos Imobiliários volta a se tornar uma opção eficiente e rentável. Mesmo com os custos envolvidos, como constituição e manutenção.

Confira as principais vantagens de investir nesse tipo de fundo:

  • as carteiras são bem variadas, então, reduzem o risco e aumentam as possibilidades de ganhos em diferentes mercados;
  • a necessidade de investimento inicial é baixa; e
  • a tributação é favorável, pois os rendimentos distribuídos aos cotistas são isentos de Imposto de Renda. 

E você, o que espera do mercado imobiliário em 2019? Por aqui, esperamos bastante otimismo e melhores oportunidades tanto para compra e venda de imóveis, como também para aluguel. Isto é, um cenário positivo para todos nós! 

Se quiser aproveitar a última oportunidade para conseguir as melhores condições de negociações imobiliárias, conheça o portal CliqueiMudei. Os anúncios são exclusivos!

Nenhum comentário
Seja o primeiro a escrever um!

Posts relacionados

Este site salva seu histórico de uso. Ao continuar navegando você concorda com a política de cookies e privacidade.